sexta-feira, 27 de junho de 2008







3 comentários:

revista disse...

Hmmm...está tudo a bater certo, como se o caminho já estivesse definido... compreendo a tua possessividade com esse filme, ele faz parte de um maior que só existe na tua cabeça, não é?

sara rocio disse...

Sim

etanol disse...

A imagem da corda nos pés é muito forte!
Maria joão